× Últimas Entretenimento Política Cultura Economia Desporto Sociedade Mundo Outros Receitas Saúde Tecnologia Curiosidades

 

A selecção nacional de futebol perdeu esta segunda-feira com o Gabão, por 0-2, e deitou por terra qualquer possibilidade de qualificar-se ao Campeonato do Mundo de 2022, no Qatar.
Depois de uma primeira parte irrepreensível em que o desafio terminou igualado a zero bolas, o combinado nacional claudicou nos últimos 20 minutos de jogo, período em que consentiu dois golos.

Aubameyang, aos 74´, desmarcou-se Gaspar, seu defensor directo, e rematou sem hipótese para o guarda-redes Hugo Marques, numa altura de grande pressão para o sector defensivo nacional.

Tal como no jogo da semana última em que Angola venceu em Luanda, por 3-1, as substituições operadas pelo técnico Pedro Gonçalves não surtiram os efeitos desejados. A selecção passou a defender-se menos bem e o ataque perdeu o fulgor de antes, ainda mais sem o substituído Ary Papel.

Zito Luvumbo e Carlinhos, principalmente estes dois, não produziram volume de jogo suficiente no ataque para importunar, de facto, a defesa contrária, num jogo em que Fredy, castigado por acumulação de amarelos, fez imensa falta ao ataque dos Palancas Negras.   

O segundo tento dos gaboneses aconteceu aos  84´, por Moucketou Moussounda, numa jogada elaborada individualmente por Aubameyang.

O atacante do Arsenal da Inglaterra evitou dois contrários e cruzou para a cabeça de Moussounda, fixando o marcador em 2-0.

No final, Hugo Marques ainda evitou o terceiro fazendo uma mancha com a bola a embater em seu corpo.

 

Partilhar via Whatsapp


ÚLTIMAS

ÚLTIMAS DO FB

SIGA-NOS

Nosso Facebook Nosso Canal